terça-feira, 3 de março de 2009

Às vezes se torna difícil:

-Sabe quem rasgou a capa do caderno?

-Sei sim, (aquele em que a vida dura, e que num corpo franzino não tem mais expectativa).

-Sabe quem comeu a ponta do lápis?

-Sei sim, (aquele em que não encontramos mais valores familiares).

-Sabe aquele que usou de palavras duras e ofensivas com os colegas?

-Sei sim, (aquele em que nunca teve fé, aquele em que nunca encontrou um aconchego da mãe ou forte abraço do pai).

-Sabe aquele que ainda não aprendeu a segurar no lápis?

-Sei sim (aquele que as mãos calejadas e com “vários corpos estranhos”, não os deixam segurar).

-Sabe aquele em que não tem nenhuma criatividade?

-Sei sim, (aquele que não tem uma cama aconchegante para sonhar)

-Sabe aquele que a tarefa de casa nunca é feita?

-Sei sim (aquele em que não tem nenhum prato de comida, ou melhor aquele em que a casa quase não existe).

-Sabe aquele, aquele e aquele...

É... Às vezes se torna difícil...

2 comentários:

Chano disse...

Hola Nona, desde que visitastes mi blog, suelo entrar a ver si introduces algún comentario nuevo. Pero al no conocer el portugues, desgraciadamente, he de ponerme a traducir tu página en un traductor que tengo que me bajé de Google. Por otro lado he encontrado que ya tienes en un traductor de página para ingles y frances. ¿no has pensado añadirle el de español?, en mi caso me evitaría tener que copiar tus textos y pasarlo al traductor que uso. Por otro lado he puesto tu blog en el mío, por lo que habrá más usuarios que podrían visitarla y que les vendría bien poderlas traducir desde el mismo blog.
Esta idea que te apunto, pienso en breve ponerla en el mio.
Sin más, un saludo, desde el sur del sur de la península iberíca.
Chano

JOSÉ NEVES disse...

Olá, o meu sincero agradecimento pelas palavras deixadas no meu blog, por aqui também podemos encontrar maravilhas.

Sinceros parabéns, um beijo.

VISITAS DESDE 01/03/09