domingo, 27 de junho de 2010

Todas as vidas

Inspirado em “todas as vidas” de Cora Coralina

Vive dentro de mim
A menina parada no portão com óculos amarelo
de “fundo de garrafa” e balas de caramelo;

Com o sorriso torto e desfigurado
atrás de um porta retrato;

A quase cozinheira
que longe passa da espumadeira;

A que come pinhão
Ao lado do fogão com a lenha na mão;

A abusada e boa linguaruda
A que faz balburdia

Com enxerto de terra à mulher roceira,
Trabalhadeira mas nunca madrugadeira;

Analfabeta com lascas nas mãos,
Mas que sabe exigir uma parte do coração.

A criança que rabisca o caderno com lápis pequeno
Mas que usa as letras como um desenho;

Vive dentro de mim
Uma menina sorrateira,
Que anda pela casa, com pés descalços e toda faceira...

2 comentários:

M.Maria M. Coutinho disse...

Oi coração...te devia esta visita tem tempos,mas, fiz! silenciosamente muitas vezes. Agora, pra provar que cá estou, deixo um galho na porta, um recado na caixa do correio, uma flor na fechadura, um bilhetinho com o horário...enfim, estou aqui! BEIJOOOO
Marilia.
(ah, tire esta verificação de usuário, fica mais simples...bjo)

claudia disse...

adorei seu blog tbm vou te segui lindas coisas que vc escreve ,vou te segui .bjus

VISITAS DESDE 01/03/09